Em vídeo, a encruzilhada da "cracolândia" paulistana

O fim da cracolândia de Vanessa Nicolav.

Documentário da vídeo-ativista Vanessa Nicolav dá voz aos moradores da região e escancara debate: usuários de crack são párias ou seres humanos?

Por Gabriela Leite

De própria voz, alguns dos moradores da “cracolândia” falam de suas expectativas sobre a oportunidade inédita — casas e trabalho — que lhes foi dada com o “Braços Abertos”, novo programa da prefeitura de São Paulo. Um dono de hotel da região, que há muito tempo não conseguia abrir as portas de seu estabelecimento, descreve a parceria para dar moradia aos usuários de crack. O secretário municipal de Saúde explica a diferença entre este novo projeto e os anteriores, violentos e repressores. Novas perspectivas para um problema que dura anos, na cidade, podem indicar um final humano? Ou serão frustradas por ações brutais, como as agressões praticadas pela polícia civil paulista, na semana passada?

“O Fim da Cracolândia”, é apenas uma das obras recentes da vídeo-ativista Vanessa Nicolav — também colaboradora de Outras Palavras. Seus filmes (é possível assisti-los aqui) retratam, com capacidade de crítica e sensibilidade, temas sociais que a velha mídia narra burocraticamente. Seus temas são os direitos humanos, a cidade cindida, desigualdade e segregação social.

Em fevereiro, Vanessa conduzirá, em quatro sessões, uma oficina de “Video-ativismo em tempos de conflito social” no festival Artivismo. As inscrições estão abertas e são gratuitas. Para saber mais, entre aqui.

Gostou do texto? Contribua para manter e ampliar nosso jornalismo de profundidade: OutrosQuinhentos

Leia Também:

Um comentario para "Em vídeo, a encruzilhada da "cracolândia" paulistana"

  1. odila braga disse:

    Esta é a primeira vez que uma gestão no Brasil age conforme as conclusões dos profissionais de Saude Mental. Estamos muito entusiasmados e otimistas com a coragem de Haddad !

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *