Debate: que resta de Junho de 2013?

10955527_781502558585745_7401946062733897166_n

Nesta terça, às 19h, em S.Paulo, lançamento de livro que examina a potência das ruas e redes — há dois anos e agora

Veja também:
Novo olhar sobre as jornadas que sacudiram o Brasil
“Junho: Potência das Ruas e Redes” traz relatos dos protestos e uma visão otimista sobre seus desdobramentos. Leia a introdução

Há, ainda, potência na mobilização popular que trouxe, em Junho de 2013, a possibilidade do impossível e do improvável na política do Brasil? De qe forma ela produziu impacto simbólico “por uma vida sem catracas” e marcou novas sensibilidades políticas?

Estes são os do tema debate que lançará, em São Paulo, o livro Potência das Ruas e Redes. Estarão na mesa alguns dos autores: Jean Tible, Hugo Albuquerque, Bernardo Gutiérrez, Salvador Schavelzon, Alana Moraes e Henrique Parra.

O livro traz relatos intensos — e livres — de protagonistas e observadores de primeira mão. Eles examinam os acontecimentos de junho e seus desdobramentos a partir de suas experiências locais. Descrevem e analisam; tecem hipóteses e apresentam o tempo-espaço de outras políticas.

Os efeitos das jornadas que transformaram a política desde baixo estão em curso. A ideia do lançamento também é produzir novas impressões que conectam Junho com os impasses de hoje.

Informações do evento
Data e horário: 04/04/2015 (hoje) às 19:00
Local: Conselheiro Ramalho, 945, Bela Vista, São Paulo, 01325-001

TEXTO-FIM

Uma ideia sobre “Debate: que resta de Junho de 2013?

  1. Desigualdade Social x Criminalidade
    …”Um grande exemplo disso é Gana, país notoriamente pobre, economicamente falando, e com uma taxa de homicídio dez vezes menor, por 100 mil habitantes, que a do Brasil. Logo, não é a pobreza a mola propulsora da criminalidade e sim a disparidade social entre ricos e pobres em um mesmo lugar. Pelo menos é esse o motivo, segundo especialistas em segurança pública de vários países, pelo qual a sociedade brasileira tem a maior média de homicídios do mundo, entre os países que não estão em guerra ou sofrendo com guerrilhas…”
    http://debatecomcafe.blogspot.com.br/…/desigualdade-social-…

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *