Fascismo no Brasil se manifesta também por sua face machista

sabatella

Foto: Roberto Stuckert Filho/PR

Das ofensas de um desqualificado a Letícia Sabatella à médica que não quis atender uma mãe petista, multiplicam-se casos em que barbárie política sobra para a mulher

Por Alceu Luís Castilho (@alceucastilho)

O nome do cidadão que ofendeu a atriz Letícia Sabatella – e teve milhares de compartilhamentos no Facebook – não merece ser exposto. Seria alimentação de trolls. Mas o fenômeno que ele representa é mais amplo: o do machismo que emerge junto com a onda fascista de ódio e desprezo por quem se declare contra o golpe.

Não é o único caso. Relatamos aqui as agressões a mães que estavam de vermelho, acompanhadas de seus bebês. Eles fariam isso se fossem pais fortões? E a pediatra que se recusou a atender o filho de uma petista? Quantos códigos ela terá rasgado (e não somente como médica) para exercitar sua intolerância? Continuar lendo