Pós-capitalismo e Comunicação Compartilhada

Por volta da virada do século, começou a se desenvolver uma nova cultura da transformação do mundo. Ela baseia-se, entre outros pontos, na noção de que mudar as relações sociais não é algo que se transfere nem para instituições ou grupos políticos, nem para o futuro. É parte de decisões concretas, que adotamos todos, incessantemente, em nosso quotidiano – e em alguns momentos se desdobram em grandes ações coletivas.

Em torno desta ideia, estão florescendo formas muito concretas de construção do pós-capitalismo – todas igualmente importantes. Os Fóruns Sociais revelam a possibilidade de organizar ações transformadoras em ambientes que substituiem a antiga direção vertical (e as disputas entre a própria esquerda) pela valorização da diversidade, horizontalidade e consensos. As comunidades de sofware livre e as redes cooperativas, de uma maneira geral, indicam que a colaboração pode superar a competição, como forma eficaz de produzir riquezas (além de ser, evidentememente, muito mais humana, igualitária e prazerosa…).

A ideia de cultura livre tira proveito da convergência digital para romper os vínculos que atavam arte a mito, “celebridade” e dinheiro – permitindo que múltiplos talentos e artistas, sufocados pelos limites do modelo anterior, produzam e tornem-se visíveis. Em oposição aos riscos de desastres ambientais, surgem concepções que já não vêem a natureza como mero “recurso” e defendem submeter os padrões de consumo aos novos laços que é preciso estabelecer com o planeta.

A comunicação compartilhada, ou “mídia livre”, pode abrir caminho para semear estas novas relações – e muitas outras, que continuarão surgindo no rastro da nova cultura de transformação do mundo. Para isso, precisa retirá-las da invisibilidade a que são normalmente relegadas pela mídia de mercado; examiná-las com cuidado; desvendar os sinais de novos mundos que nelas estão latentes; compará-las com as velhas lógicas, presididas por desigualdade, autoridade, conflitos e devastação. Mergulhada nesta tentativa, de futuro ainda incerto porém tão atraente, a equipe de Outras Palavras convida você a se envolver também.

rodapé-posts-margem
The following two tabs change content below.
Estudante de Ciências Sociais da PUC-SP, pesquisador do NEAMP, editor do Outras Palavras e operador da loja virtual Outros Livros

About the Author

Estudante de Ciências Sociais da PUC-SP, pesquisador do NEAMP, editor do Outras Palavras e operador da loja virtual Outros Livros