Contrapartidas, Livros, Política

Outros Quinhentos sorteia Golpe é Guerra: Teses para Enterrar 2016

Obra de Pedro Marin traz entrevistas com Guilherme Boulos, Bresser Pereira, Aldo Fornazieri e Angelica Lovatto debatendo os motivos das sucessivas derrotas desde o golpe de 2016. Contribuintes de Outras Palavras concorrem a dois exemplares. 

Por André Takahashi

A política enquanto confronto. Esse princípio básico do Realismo Político é o eixo transversal na leitura do livro “Golpe é Guerra: Teses para enterrar 2016”, de Pedro Marin, editor do site Revista Opera. O livro, primeiro lançamento da Editora Baioneta, traz entrevistas com Guilherme Boulos, Bresser Pereira, Aldo Fornazieri e Angelica Lovatto.

Marin conduz  as entrevistas baseado em leituras de textos dos entrevistados e intensa pesquisa dos posicionamentos de cada um durante o ano de 2016. Sua análise parte da perspectiva de Realismo Político exposta por Edward Nicolae Luttwak, consultor romeno de governos e empresas internacionais, incluindo vários ramos do governo  e das forças armadas dos EUA.  Luttwak ficou famoso ao escrever, aos 28 anos, o livro “Golpe de Estado: Um Manual Prático” onde expõe que a premissa básica de um golpe de estado é a inação do golpeado. Em cima dessa teoria Marin expõe o que nós fizemos de errado na resistência ao golpe; e o que eles – golpistas – fizeram de certo. 


“Já se produziu muito, e se deve produzir ainda mais no futuro, sobre o golpe de 2016. No geral, essas publicações tiveram como fim ou denunciar a realização de um golpe, ou apontar as razões daqueles que o moviam. O presente livro, no entanto, não é mais um documento-defesa de Dilma Roussef (cujo governo despertou muito mais que ressalvas ao autor), nem pretende simplesmente discutir como chegamos aqui – mas tem o objetivo de compreender como o golpe foi possível para, sob a luz deste passado recente, tirar lições sobre como interromper este período histórico para o qual o povo brasileiro foi violentamente catapultado. Trata-se portanto não do “porquê” é um golpe, nem do “porquê” do golpe, mas do “porquê” não temos conseguido evitá-lo.”

Em “Golpe é Guerra – Teses para enterrar 2016”, o jornalista Pedro Marin faz um balanço estratégico do impeachment de Dilma Roussef, passando pelas movimentações que, das ruas, redações, tribunais e Congresso, derrubaram a Presidenta, discutindo também o que chama de “inação” das esquerdas frente ao golpe e as medidas a serem tomadas para derrotá-lo no futuro. O livro conta também com entrevistas exclusivas com figuras como Bresser-Pereira, Guilherme Boulos, Aldo Fornazieri e Angelica Lovatto.

“Este livro é uma provocação contra o debate legalista que consome o PT e os epígonos do golpe de 2016. Escrito nos tons da polêmica política de um publicista, ele nos oferece ares mais ativos diante de uma esquerda um tanto afastada de pensamentos militares ou muito dedicada às complexas abstrações teóricas”, diz André Ortega, colunista da Revista Ópera, sobre o livro.

Você pode concorrer a um dos 2 exemplares em sorteio preenchendo o formulário abaixo até às 15h de quarta-feira, 06/06. Mas lembre-se: só se for um colaborador de Outros Quinhentos — nosso projeto de financiamento coletivo por um jornalismo independente, crítico e profundo. Se você ainda não colabora, veja como funciona, aqui


Author


Avatar