Contrapartidas, Cultura, Livros

Outros Quinhentos sorteia o essencial Cultura a Unir os Povos

Livro de Célio Turino debate as raízes culturais da América Latina e como a sabedoria ancestral e comunitária pode superar grandes problemas. Contribuintes de Outras Palavras concorrem a 3 exemplares

Por Cidadanista

Célio Turino foi idealizador e gestor de políticas públicas com grande alcance social, como o projeto Recreio nas Férias, que, no início dos anos 2.000, beneficiava 200.000 crianças e jovens por edição, os Agentes Jovens de Lazer,  o programa CULTURA VIVA e os Pontos de Cultura, entre outras políticas públicas.


Em seu livro “Cultura a Unir os Povos – a Arte do Encontro” ele propõe uma profunda reflexão acerca das raízes culturais latino-americanas e de nossa identidade como povo e sociedade. Bebendo na fonte de nomes como Darcy Ribeiro, Euclides da Cunha, Eduardo Galeano e Sérgio Buarque de Holanda, o autor quer traduzir as mazelas trazidas nas caravelas, às línguas que herdamos dos colonizadores, passando pela importação de hábitos, gestos e timbres vindos da África.

“O livro que agora lanço tem por objetivo fomentar o debate acerca das raízes culturais da América Latina e de como esta nossa sabedoria ancestral e comunitária pode nos auxiliar a superar todos os grandes problemas sociais, econômicos e culturais que uma história de quinhentos anos de colonialismo e opressão nos impôs”, comenta o autor.

Destaques da obra

Entre as comunidades destacadas no livro estão a zona arqueológica de Tajín (México), Cuzco (Peru) e Medellín (Colômbia). Do Brasil, projetos educativos e culturais que têm as digitais do autor. Um deles é o Programa Cultura Viva, criado por Turino, que espalhou mais de dois mil Pontos de Cultura (espaços que fomentam a produção cultural por todo o país).

Outra iniciativa importante abordada pelo autor é o Scholas Cidadania, criado pelo Papa Francisco quando ainda era Arcebispo de Buenos Aires e desenvolvido agora pelo Vaticano. O programa propõe um pacto educativo com toda a sociedade, buscando abraçar todos os agentes sociais que estejam dispostos a superar os desafios que a atual crise civilizatória exige. Em outubro de 2016, por exemplo, cerca de 300 estudantes se reuniram no auditório do CEU Cidade Dutra, em São Paulo, para apresentar as propostas discutidas durante um encontro de jovens promovido pelo Instituto Olga Kos.

Uma das 12 entidades escolhidas no mundo para participar do Scholas é o Instituto Olga Kos, parceiro da publicação do livro. Cerca de 3.500 pessoas participam das oficinas oferecidas pelo IOK, incluindo, também, pessoas sem deficiência que se encontram em situação de vulnerabilidade social e moram em regiões próximas aos locais onde as atividades são realizadas.

Você pode concorrer a um dos 3 exemplares em sorteio preenchendo o formulário abaixo até às 15h de quarta-feira, 22/08. Mas lembre-se: só se for um colaborador de Outros Quinhentos — nosso projeto de financiamento coletivo por um jornalismo independente, crítico e profundo. Se você ainda não colabora, veja como funciona, aqui

 

Author


Avatar