Contrapartidas, Cultura, Livros, Meio Ambiente

Outros Quinhentos oferece Xondaro, a luta dos Guarani em quadrinhos

Em obra de Vitor Flynn Paciornik, um período crucial da campanha para obter a demarcação das terras em São Paulo. Cinco exemplares serão sorteados entre leitores que sustentam este site

Por André Takahashi 

Publicado em conjunto pela Editora Elefante e a Fundação Rosa Luxemburgo, Xondaro teve seu lançamento em 2016 na casa que abriga a redação de Outras Palavras e na aldeia indígena de Tenondé Porã, na região de Parelheiros, zona sul de São Paulo.

Em 2016, com a queda iminente do governo Dilma, os Guaranis ocuparam o escritório da presidência da república reivindicando suas terras. E, no dia 5 de maio, foi finalmente assinada a portaria declaratória da Terra Indígena Tenondé Porã, na zona sul da capital paulista. O ato do então ministro da Justiça, Eugênio Aragão, foi oficializado em uma cerimônia com a presença de lideranças das comunidades Guarani Mbya, no escritório da Presidência da República em São Paulo – local ocupado pelos Guarani.    

Porém, após o golpe de 2016 os Guarani tiveram um grande retrocesso em sua luta, pois uma das primeiras medidas do governo ilegítimo foi a revogação desta demarcação. Foi a primeira revogação de demarcação de terras indígenas na história do país.  Para preservar seu direito conquistado os Guaranis retomaram o estado de mobilização, tendo na ocupação do Parque Estadual do Jaraguá, no mês de setembro de 2017, o ponto alto dessa nova fase de sua luta. 

Durante a ação os Guarani ameaçaram desligar as torres de telecomunicações instaladas no Pico do Jaraguá, afetando toda a comunicação telefônica, televisiva e de internet na região norte metropolitana de São Paulo. Com a pressão o governador Geraldo Alckmin recuou na sua intenção de privatizar o Parque Estadual do Jaraguá. Porém, a revogação da demarcação pelo governo federal continua, e a luta dos Guaranis também.


Os Guarani resistem para preservar suas terras e sua cultura. Vivem espremidos em pequenas áreas nas regiões de Parelheiros e no Jaraguá, na periferia de São Paulo.

A HQ Xondaro retrata uma fase dessa luta, especialmente a que vem após setembro de 2013 quando eles pararam o trânsito da Rodovia dos Bandeirantes, e em outubro do mesmo ano, quando organizaram um grande ato na Avenida Paulista, que finalizou no Monumento às Bandeiras (Parque Ibirapuera). 

São estes últimos episódios que o quadrinho de Vitor Flynn Paciornik retrata com belas ilustrações e fidelidade. Se você é contribuinte do <i>Outras Palavras</i> pode concorrer a um dos cinco exemplares que sortearemos na próxima terça-feira, dia 30 de janeiro. Para participar do sorteio, basta ser um dos colaboradores que financiam este site por meio de nosso projeto de autosustentação, Outros Quinhentos, e preencher o formulário abaixo até as 15h de terça-feira 30/01.

Author


Avatar