Honduras de novo nas ruas

Golpistas decretam toque de recolher após nova onda de protestos — mas seu isolamento cresce também no exterior. Presidente legítimo chega ao Brasil

090812-HondurasAs dificuldades dos governantes que destituíram o presidente constitucional de Honduras voltaram a se agravar ontem, internamente e no exterior. Duas manifestações, reunindo dezenas de milhares de pessoas, tomaram as ruas na capital, Tegucigalpa, e em San Pedro Sula, norte do país. À noite, o governo tentou interrompê-las, decretando novamente toque de recolher.

Já o secretário-geral da OEA, José Miguel Insulza, confirmou que uma missão de chanceleres do continente viajará a Honduras na próxima semana ou na seguinte. É novo sinal de que os governos da região não se conformaram com a existência com o afastamento do presidente eleito, Manuel Zelaya. Ele, aliás, chega hoje a Brasília, onde será recebido com honras de chefe de Estado.

> Para mais detalhes, veja nosso clipe

TEXTO-FIM
The following two tabs change content below.