Juventude franciscana afirma compromisso contra injustiça

Franciscanos e franciscanas reunidos em Belo Horizonte

Mais de 300 integrantes da Juventude Franciscana (Jufra) e da Ordem Franciscana Secular de Minas Gerais reafirmaram o protagonismo dos franciscanos e aprovaram, em encontro realizado em Belo Horizonte no último fim de semana uma Carta denunciando os retrocessos no país, que atingem “as populações das periferias, sem-terra e sem-teto, pobres, principalmente mulheres, jovens, população negra, indígenas, LGBT’s”.

No texto, a execução de Marielle Franco e Anderson Gomes é comparada a assassinatos  “como nossa Irmã Dorothy e tantos outros mártires representantes da Igreja e de movimentos populares.”

Os franciscanos e franciscanas terminam reafirmando seu compromisso com a vocação original do cristianismo: “Somos inspirados em Jesus Cristo, que foi perseguido e assassinado na cruz por lutar por um mundo novo. Temos o exemplo de Clara e Francisco, perseguidos e injustiçados por seguirem os ensinamentos de Cristo.”

Leia a íntegra da Carta:

CARTA DE BELO HORIZONTE

“Bem aventurados os que têm fome e sede de justiça, porque serão saciados” (Mateus 5,6)

A Ordem Franciscana Secular e a Juventude Franciscana – Jufra – de Minas Gerais, reunidos em mais de 300 participantes no primeiro Encontro Regional de formação, no Colégio Sagrada Família das Irmãs Clarissas Franciscanas Missionárias do Santíssimo Sacramento, em Belo Horizonte nos dias 16 a 18 de Março de 2018, demonstram sua preocupação com a atual conjuntura que vive nosso país.

Vivemos atualmente tempos de retrocessos. Muitos de nossos direitos, arduamente conquistados ao longo da história, têm sido atacados. Quem mais sofre com essa situação são as populações das periferias, sem-terra e sem-teto, pobres, principalmente mulheres, jovens, população negra, indígenas, LGBT’s.

Um dos lados mais perversos desses tempos de retrocessos é o assassinato de lideranças populares, defensores dos direitos humanos, lutadoras e lutadores do povo que ousam denunciar essa situação. O recente brutal assassinato da vereadora carioca Marielle Franco e do seu motorista Anderson Gomes não nos deixa esquecer de outras tantas tentativas de extermínio daqueles que trabalham pela dignidade humana, como nossa Irmã Dorothy e tantos outros mártires representantes da Igreja e de movimentos populares. Pessoas que dedicaram suas vidas, e pagaram com ela, para lutar por um mundo novo.

Inspirados no princípio da Igreja em saída, comprometidos com a construção do Bem Viver, nós franciscanas e franciscanos empenhadas(os) na busca pela dignidade humana, não podemos nos calar diante da perseguição e assassinato daqueles que ousam estar junto com o povo, clamando pelos direitos e denunciando as desigualdades sociais e injustiças.

Não nos calaremos diante dessa situação. Somos inspirados em Jesus Cristo, que foi perseguido e assassinado na cruz por lutar por um mundo novo. Temos o exemplo de Clara e Francisco, perseguidos e injustiçados por seguirem os ensinamentos de Cristo. Continuaremos nos organizando, nos formando e nos fortalecendo enquanto povo em busca de uma nação soberana e livre, alicerçada na justiça social e na solidariedade.

“Se calarem as voz dos profetas, as pedras falarão. Se fecharem os poucos caminhos, mil trilhas nascerão!”

Belo Horizonte, 18 de Março de 2018

Juventude Franciscana – JUFRA/MG

Ordem Franciscana Secular Sudeste I – OFS/MG

Conferência da Família Franciscana do Brasil – CFFB/MG

Uma resposta para “Juventude franciscana afirma compromisso contra injustiça”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *