O povo quer Lula, contra todo o ódio dos ricos

Por mais que façam os ricos, suas mídias, seus governo, seu Judiciário e seu Parlamento, um fato é inequívoco: Lula é amado pelo povo brasileiro

Por Mauro Lopes

É impressionante, não é?

Foram quase quatro anos de perseguição cotidiana por toda a mídia conservadora, a partir de meados de 2014.

Dá-lhe Jornal Nacional todo dia, dá-lhe manchete dos jornais, dá-lhe gritaria nas rádios, dá-lhe campanhas de ódio nas redes sociais. Denúncias, críticas, xingamentos, acusações de toda sorte.

Foram quase quatro anos de perseguição cotidiana pela tropa do Judiciário em diversos processos nos quais os juízes cumprem papel de julgadores e orientadores da acusação, nos quais seus direitos foram espezinhados, negados. Até que chegou o momento culminante e esperado desde o início: a condenação.

Foram quase quatro anos em que os ricos do país dedicaram-se a destruir seu nome, sua herança, sua vida.

Mas Lula continua sendo o escolhido do povo.

A pesquisa do DataFolha, na qual ele lidera com grande folga (34%!) deixa patente, mesmo depois de suas duas condenações: eleição sem Lula é fraude.

Em setembro de 1963, Juscelino Kubitschek tinha 43,7% das intenções de voto para presidente. Ele também foi vítima de uma acusação farsesca: uma cobertura -em Ipanema (não no Guarujá). Ele também foi vítima de uma campanha da mesma mídia conservadora -com menos vigor e poder de fogo, diga-se.

Para impedir JK de concorrer, veio o golpe de Estado e ele foi cassado.

Para impedir Lula de concorrer, deram o golpe de Estado e preparam-se para cassá-lo.

Os ricos tentam dar a impressão de que tudo está acabado para Lula, Mas o fato é que o povo quer Lula, contra a vontade, a campanha e as sentenças das elites.

A autoridade de Lula diante do povo é tamanha que, depois de tudo, nada menos que 44% do eleitorado admite votar num nome indicado por ele -assim, mesmo a impugnação final de sua candidatura pode virar um tiro pela culatra das elites, que precisarão engolir um presidente ou presidenta de esquerda. O símbolo do arranjo do poder oriundo do golpe, o miserável Temer, arrasta-se na lama: 87% dos eleitores rejeitarão qualquer candidato indicado ou apoiado por ele.

Há luta e vida à frente.Ela acontece do jeito que os pobres conhecem a luta e a vida desde sempre: contra o poder do dinheiro e a vileza dos ricos.

3 respostas para “O povo quer Lula, contra todo o ódio dos ricos”

  1. Um Judiciário que se torna cabo eleitoral compromete esta instituição cujo dever da imparcialidade no julgamento é imprescindível. Milhares de pessoas, das mais diversas categorias (populares, intelectuais, artistas, cientistas, militantes e ativistas) protestaram. O que mais faltaria para reverter de vez esse cenário vil e usurpador de um poder que não lhe pertence?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *