O sacerdócio da proteção animal: conheça a história de Angela Marciano

Angela tem uma missão: ela cuida de animais. Só em sua casa, hoje, ela abriga 12 cachorros. Na rua cuida de, pelo menos, mais uma dezena; além dos quase 30 gatos que alimenta em vários locais da cidade.

Angela fez uma escolha repleta de consequências. Sua família se afastou; a maioria dos móveis de sua casa foram vendidos para pagar contas e ração; e o colchão de casal em que dorme todos os dias – no chão – é compartilhado com pelo menos 7 cachorros, que a acompanham durante a noite. São quase 2 mil reais que ela gasta todos os meses para manter sua rotina, entre necessidades pessoais, ração, veterinários, etc. Ela não possui fonte de renda fixa e não recebe auxílio de familiares, além de ter uma agenda extremamente comprometida pelas tarefas referentes ao seu trabalho com os animais. Seu dinheiro vem de uma aposentadoria básica e de duas faxinas que faz por semana.

As coisas foram muito rápidas. Ela se apaixonou pela companhia dos cães após as primeiras convivências; sofreu algumas perdas e decidiu não se tornar insensível a fome e ao sentimento desses animais. Começou a recolher e alimentar animais de rua, doentes, famintos e, quando viu, sua casa e sua rotina estavam repletas.

Angela acorda todos os dias às 4h30 da manhã para fazer seu percurso matinal, das 5h às 8h. Nesse período, ela sai para passear com o cachorro de uma vizinha em troca de um apoio financeiro mensal. Durante sua caminhada, ela leva comida que cozinha e mistura com ração para pelo menos 40 animais – alguns deles com casa e dono: nesses casos, ela deixa a sacolinha aberta no portão para que eles possam comer à vontade. Ela trata todos os animais pelo nome; alguns recebem seus tratamentos há mais de 5 anos!

 

Angela faz tudo isso voluntariamente, a despeito de seus compromissos, sua vida e seu dinheiro pessoal. Ela vive em uma casa sem nada e já vendeu muitos dos seus móveis para poder pagar contas, comprar ração ou tratar de animais doentes.

Eu a conheci há pouco tempo, através de um amigo que a conheceu na rua, ao acaso, voltando de uma festa. Fui até sua casa e me comprometi a, no mínimo, divulgar sua história. No dia seguinte eu pude acompanhá-la em sua rotina, das 5h às 8h da manhã, fazendo algumas imagens e conhecendo sua história.

Convido vocês a conhecerem também esse trabalho e, se possível, colaborarem com ele da forma que lhes parecer viável. Todo apoio é bem vindo: seja em ração, dinheiro, mensagens positivas ou divulgação. A solidariedade é nossa maior ferramenta.

<3 <3 <3 <3 <3 <3 <3 <3 <3 <3 <3 <3 <3 <3 <3 <3 <3 <3 <3 <3 <3 <3 <3 <3 <3 <3 <3

Dados bancários

Ag: 1998

Conta Poupança: 32901-2

Operação: 013

Angela Maria Marciano

https://www.facebook.com/angela.marciano.3597