Ladislau Dowbor: Retomar as conquistas e controlar as finanças

18470898_10155324293734594_1554001140_n

170415-ladis

“O setor financeiro desvia, da sociedade e do Estado, 1,5 trilhão de reais por ano — quase o mesmo que todo o Orçamento da União. Os rentistas, que viveram e vivem do trabalho dos outros, precisam seguir o conselho que dão aos pobres que encontram pelas ruas”

Por Ladislau Dowbor


Outras Palavras está indagando, a pessoas que pensam e lutam por Outro Brasil, que estratégias permitirão resgatar o país da crise (Leia a questão completa aqui e veja todas as respostas dos entrevistados aqui).

Há um pano de fundo na crise que vivemos que pode ser resumido no tripé ambiental, social e financeiro. O nosso triângulo das Bermudas, para os que gostam de imagens. Resumidamente é o seguinte.

No plano ambiental, estamos literalmente destruindo o planeta, através do aquecimento global, da perda de biodiversidade (destruímos 52% da fauna do planeta entre 1970 e 2010 segundo o WWF), da liquidação das florestas, da contaminação generalizada das águas e assim por diante. Tecnologias de século XXI, que permitem extração de recursos naturais de forma quase ilimitada, e leis do século passado geram uma combinação insustentável. O planeta não aguenta.

No plano social temos as cifras estarrecedoras de 8 famílias que detêm mais patrimônio do que a metade mais pobre da população mundial. Apresentado de outra forma, 1% dos mais ricos detêm mais riqueza do que os 99% seguintes. Somos 7,45 bilhões de pessoas no mundo, e 80 milhões a mais a cada ano. Entre dois e três bilhões estão em condições econômicas dramáticas, presas na chamada armadilha da pobreza, em que a própria miséria trava as possibilidades de dela sair. E esses bilhões não são ignorantes nem resignados, sabem hoje que se pode viver melhor, e muros na fronteira mexicana ou em Israel, frotas da marinha no Mediterrâneo, ou as cercas eletrificadas na Europa não vão resolver o assunto. Vivemos um universo explosivo. Já não se fazem pobres como antigamente. Um New Deal planetário está na ordem do dia. Continuar lendo

TEXTO-FIM

Ladislau Dowbor fala a Outras Palavras

Veja a gravação da entrevista feita ontem (05/04), na pre-estreia de nossa WebTv, Outros Canais.
(Trasmissão inicia-se aos 2 minutos de gravação)

Em entrevista coletiva, economista falará sobre Rio+20, pressões da sociedade civil para reduzir emissões de CO² e projeto SãoPaulo-2022. Para participar, use este canal

Um debate aberto, com o economista Ladislau Dowbor, marcara nesta quinta-feira (5/4), a pre-estreia de Outros Canais — o projeto deste site para uma web-TV. Colaborador antigo de Outras Palavras, Ladislau é o consultor científico que orientou (a convite da Rede Nossa São Paulo) a elaboração de São Paulo-2022, um plano estratégico para redifinição das vocações e dinâmicas da maior metrópole brasileira. Ativista por um mundo social e ambientalmente sustentável e consultor das Nações Unidas, também participa de forma intensa da construção da Cúpula dos Povos — o encontro da socidade civil que ocorrerá simultâneo à Rio+20, em junho.

Além de assistir ao debate, os leitores de Outras Palavras poderão participar fazendo perguntas via chat. Informação de apoio, para tanto, está disponível aqui. O espaço para intervir, a partir das 19h30, será este mesmo post. Usaremos a plataforma Livestream. Em alguns casos, o sistema do orientará o internauta sobre a necessidade de instalar pluguins — e indicará como fazê-lo.

Outros Canais está começando a se viabilizar graças aos conhecimentos conceituais, estéticos e técnicos de José Maurício de Oliveira, jornalista, documentarista e um dos articuladores da TV Meio Ambiente. Novas entrevistas experimentais serão anunciadas em breve. Para viabilizar o projeto, uma quotização entre o público será iniciada em semanas.