Em São Paulo, uma luta em defesa do SUS

171016_passeata HU da USP
Funcionários do Hospital Universitário da USP e população unem-se em defesa de mais uma unidade do sistema público que passa por desmonte com vistas à privatização

Por Raquel Moreno | Imagem: Matheus Steinmeier/Simesp


DIREITO DE RESPOSTA:
Leia, ao final do texto, nota da Associação Paulista para o Desenvolvimento da Medicina (SPDM). Citada na matéria, a entidade contesta parte das afirmações nela contidas.

O Hospital Universitário da USP está, aos poucos, sendo estrangulado. O hospital sofre uma redução dramática do seu orçamento, com Plano de Demissão Voluntária e uma política para descaracterizá-lo como Hospital Escola e a melhor referência da comunidade USP para atendimento de funcionários, alunos e professores, além da população do Butantã. O objetivo é bem claro: repassar sua estrutura para a iniciativa privada (OS). A SPDM (Associação Paulista para o Desenvolvimento da Medicina), que já controla grande parte das Unidades Básicas de Saúde (UBSs) na região, está com a boca na botija.

O Coletivo de Moradores “Butantã na Luta” está em campanha contra esse desmonte, colocado em marcha pelo governador Geraldo Alckmin sob a tutela do reitor Antonio Zago – ambos médicos. O movimento “Em Defesa do HU” é formado por moradores da região, alunos, funcionários e professores da USP. Continuar lendo

TEXTO-FIM