Por um MTST ainda mais esperto

170627_mtst_8_de_março

Integrantes do movimento acampados na Paulista comemoram uma vitória, em 8 de março de 2017

Conhecidos pela radicalidade de sua luta e profundo trabalho de base, sem-teto precisam de recursos para manter e ampliar esforço de formação política. Contribua até amanhã!

Por Inês Castilho

O MTST está pedindo colaboração para sua campanha de financiamento coletivo, no valor de 40 mil reais, com o objetivo de reconstruir o Centro de Formação de militantes em São Paulo. A dois dias do final da jornada, o movimento já arrecadou 75% do total, mas ainda faltam cerca de 10 mil reais para atingir o valor necessário.

O centro de convivência e formação do MTST é um amplo barracão localizado junto à sede, em Taboão da Serra, onde se realizam formações políticas, reuniões, assembleias e cursinhos populares para a juventude. No último período de chuvas, a estrutura e o telhado do barracão ficaram danificados.

Em estudos realizados junto a arquitetos que colaboram com o movimento, chegou-se à conclusão de que a escolha mais ecológica e econômica seria o telhado verde, “É uma alternativa sustentável que une a luta por moradia à luta pelo meio ambiente”, diz Guilherme Boulos, da coordenação nacional.

O movimento

MTST, a luta é pra valer. Com esse grito de guerra, o Movimento dos Trabalhadores Sem Teto, 20 anos de luta nas periferias urbanas de 12 estados brasileiros, tem marcado presença nas principais manifestações populares ocorridas no país.

Estavam entre os milhares de manifestantes que marcharam até o Congresso Nacional em Brasília, no dia 24 de maio, em protesto às contrarreformas Trabalhista e da Previdência, e em defesa das eleições diretas antecipadas para a presidência. Em outro exemplo de ousadia e coragem, acamparam durante 22 dias numa das esquinas mais nobres da capital paulista, a da avenida Paulista com rua Augusta. “Queremos a liberação das contratações do programa Minha Casa Minha Vida na faixa 1 (famílias com renda mensal de até R$ 1,8 mil), suspensas desde o começo do governo Temer”, disse Boulos na ocasião. Conseguiram.

O MTST integra a Frente Povo Sem Medo, composta por mais de 30 movimentos nacionais. Luta por moradia digna, pelo direito à cidade e por transformações profundas na sociedade brasileira. É um dos movimentos sociais mais importantes, hoje, de uma esquerda que procura reinventar-se.

As informações sobre a campanha e forma de contribuir podem ser encontradas aqui.

TEXTO-FIM