Mostra apresenta Jerzy Skolimowski, cineasta original

170523_a classe operaria_ Jerzy Skolimowski

“A Classe Operária”, com Jeremy Irons, é um dos filmes presentes na Mostra

Sátira ao stalinismo e ao conformismo polonês custou censura e exílio de mais de vinte anos ao cineasta — colaborador de Polansky e Wadja e uma das vozes mais originais da Nouvelle Vague


“O cinema de Jerzy Skolimowski”
De 24 de maio a 12 de junho de 2017
CCBB São Paulo
Ingressos: R$ 10,00 (inteira) | 5,00 (meia)
Veja programação completa ao final do post

Ele é pouco conhecido no Brasil, embora tenha colaborado com cineastas poloneses que encontraram grande público por aqui, como Andrzjev Wajda e Roman Polanski – com este, colaborou no roteiro de Faca na água, uma das obras-primas do cinema internacional e tremendo sucesso no país nos anos 1960. Mas agora os paulistanos poderão entrar em contato com a obra de Jerzy Skolimowski, uma das vozes mais originais da Nouvelle Vague polonesa ainda em atividade. A mostra “O cinema de Jerzy Skolimowski” exibirá 19 filmes do cineasta, entre curtas e longas-metragens, a maioria inédita no país, no CCBB (Centro Cultural Banco do Brasil) de São Paulo entre 24 de maio e 12 de junho.

O impulso de renovação trazido pelos assim chamados cinemas novos nos anos 1960 conjugava invenção formal, engajamento político e afirmação de um estilo particular. Esse impulso se manifestou em toda parte, da Europa ocidental à América Latina, e não foi diferente na Europa do Leste, sobretudo na Tchecoslováquia e na Polônia, de cujo cinema novo Jerzy Skolimowski emergiu como o cineasta mais emblemático e original. Em razão da multiplicidade de seus talentos – de poeta, pintor, roteirista, boxeador, dramaturgo e ator – e da contínua transformação de seu cinema face às circunstâncias práticas e políticas, Skolimowski construiu uma filmografia cujo estilo é de difícil classificação. Seus filmes se caracterizam pela vitalidade das encenações, amparadas no uso da improvisação. Seu cinema é sobretudo físico, movido pelas ações e gestos intempestivos dos personagens, sublinhados pela invenção na montagem.

Como os melhores cineastas de sua geração, Skolimowski esteve atento às rápidas transformações de seu tempo e à juventude que as promoveu. Em seus primeiros filmes, privilegiou personagens de jovens inconformados e deslocados, que não se adaptam às formas, ritmos e regras de um mundo cada vez mais normatizado. O protagonista de sua tetralogia semiautobiográfica (interpretado em três dos filmes pelo próprio cineasta), encarna um desses jovens românticos à deriva. Desfecho da tetralogia, Mãos ao Alto! (1967-81) se configura como o filme mais abertamente político e experimental de toda a sua carreira. Sua sátira ao stalinismo e ao conformismo polonês lhe custou a censura pelas autoridades do país e forçou o cineasta a um exílio de mais de vinte anos.

Já reconhecido pela crítica da época, Skolimowski deu continuidade ao seu trabalho autoral na Europa ocidental, retratando com fértil distanciamento os conflitos e fenômenos da juventude dos anos 1960. Podemos lembrar a presença do jazz e da nouvelle vague em A Partida (1967) e do rock’n’roll em seu episódio de Diálogo 20-40-60 (1968). Mesmo no exílio, a conturbada situação política de seu país natal e a fraturada identidade de um polonês cosmopolita continuaram a ser temas centrais de sua obra – como na parábola realista A classe operária (1982) e no autobiográfico O sucesso é a melhor vingança (1984), obras-primas de sua maturidade.

As obras que marcaram sua volta também estão na programação da mostra. São elas: Quatro noites com Anna (2008), uma história de amor pouco convencional e primeiro filme realizado por ele na Polônia desde 1967, após um hiato de dezessete anos sem filmar, dedicados à pintura; e Essential Killing (2010), sobre a fuga de um iraquiano de uma prisão de segurança máxima norte-americana, que teve o feito inédito de ganhar dois dos principais prêmios em Veneza: melhor ator e prêmio do júri em 2010.

Com curadoria de Maria Chiaretti, Patrícia Mourão e Theo Duarte, a mostra ainda traz a obra-prima Deep end em 35mm. Considerado um marco do cinema inglês dos anos 1970 e muito pouco visto naquela época, o filme foi restaurado e relançado na Europa recentemente. A programação da mostra “O Cinema de Jerzy Skolimowski” também inclui uma mesa redonda com a presença da especialista em cinema polonês Ela Bittencourt e do crítico Paulo Santos Lima.

Programação

24/05 – quarta

17:30 Diálogo 20-40-60 |Dialóg 20-40-6, Tchecoslováquia, 1968, p&b, 78’
Formato de exibição: dvd
* por Jerzy Skolimowski, Peter Solan, Zbynek Brynych

19:30 O navio farol |The Lightship, EUA/RFA, 1985, cor, 89’
Formato de exibição: dvd

25/05 – quinta

17:30 11 Minutes | Polônia/Irlanda, 2015, cor, 81’
Formato de exibição: HD

19:30O sucesso é a melhor vingança | Success Is The Best Revenge, 1984, França/Reino Unido, cor, 91’
Formato de exibição: dvd

26/05 – sexta

17:30 Correntes da primavera | Torrents of Spring, França/Itália/Reino Unido, 1989, cor, 101’
Formato de exibição: dvd

19:30 O grito | The shout, Reino Unido, 1978, cor, 86’
Formato de exibição: HD

27/05 – sábado

17:30 O sucesso é a melhor vingança | Success Is The Best Revenge, 1984, França/Reino Unido, cor, 91’
Formato de exibição: dvd

19:30 A classe operária | Moonlighting, Reino Unido, 1982, cor, 97’
Formato de exibição: HD

28/05 – domingo

16:30 O navio farol | The Lightship, EUA/RFA, 1985, cor, 89’
Formato de exibição: dvd

18:30 A Partida | Le Départ, Bélgica, 1967, p&b, 93’
Formato de exibição: dvd

29/05 – segunda

17:30 Diálogo 20-40-60 | Dialóg 20-40-6, Tchecoslováquia, 1968, p&b, 78’
Formato de exibição: dvd
* por Jerzy Skolimowski, Peter Solan, Zbynek Brynych

19:30 O grito | The shout, Reino Unido, 1978, cor, 86’
Formato de exibição: HD

31/05 – quarta

17:30 Quatro noites com Anna | Cztery Noce Z Anna, Polônia/França, 2008, cor, 87’
Formato de exibição: 35mm

19:30 Essential Killing | Polônia/Irlanda/Noruega/Hungri
Formato de exibição: 35mm

01/06 – quinta

17:30 Diálogo 20-40-60 | Dialóg 20-40-6, Tchecoslováquia, 1968, p&b, 78’
Formato de exibição: dvd
* por Jerzy Skolimowski, Peter Solan, Zbynek Brynych

19:30 A Partida | Le Départ, Bélgica, 1967, p&b, 93’
Formato de exibição: dvd

02/06 – sexta

17:30 O sucesso é a melhor vingança | Success Is The Best Revenge, 1984, França/Reino Unido, cor, 91’
Formato de exibição: dvd

19:30 Ato final | Deep End, Reino Unido/Itália/Suiça, 1970, cor, 90’
Formato de exibição: 35mm

03/06 – sábado

17:30
4 curtas:
O olho ameaçador | Oko Wykol, Polônia, 1960, p&b,  3’, mudo
Formato de exibição: 35mm
O Pequeno Hamlet | Hamles, Polônia, 1960, p&b, 8’
Formato de exibição: 35mm
Erótica | Erotyk, Polônia, 1960, p&b, 4’, mudo
Formato de exibição: 35mm
Seu dinheiro, sua vida | Pieniadze albo zycie, Polônia, 1961, 35mm, p&b, 5’
Formato de exibição: 35mm
+
Marcas de Identificação: nenhuma | Rysopsis, Polônia, 1962, p&b, 76’
Formato de exibição: 35mm

19:30 Walkower | Polônia, 1964, p&b, 77’
Formato de exibição: 35mm

04/06 – domingo

16:30 A Barreira | Bariera, Polônia, 1966, p&b, 83’
Formato de exibição: 35mm

18:30 Mãos ao alto! | Rece do Góry, Polônia, 1967, p&b/cor, remontado em 1981, 90’
Formato de exibição: 35mm

05/06 – segunda

17:30 Correntes da primavera | Torrents of Spring, França/Itália/Reino Unido, 1989, cor, 101’
Formato de exibição: dvd

19:30 Quatro noites com Anna | Cztery Noce Z Anna, Polônia/França, 2008, cor, 87’
Formato de exibição: 35mm

07/06 – quarta

17:30 O navio farol | The Lightship, EUA/RFA, 1985, cor, 89’
Formato de exibição: dvd
** sessão inclusiva

19:30 Mãos ao alto! | Rece do Góry, Polônia, 1967, p&b/cor, remontado em 1981, 90’
Formato de exibição: 35mm
08/06 – quinta

08/06 – quinta

18:00 A Partida | Le Départ, Bélgica, 1967, p&b, 93’
Formato de exibição: dv

19:40 Mesa redonda com os críticos Ela Bittencourt, Paulo Santos Lima e mediação de Theo Duarte

09/06 – sexta

17:30 Correntes da primavera | Torrents of Spring, França/Itália/Reino Unido, 1989, cor, 101’
Formato de exibição: dvd

19:30 Essential Killing | Polônia/Irlanda/Noruega/Hungri
Formato de exibição: 35mm

10/06 – sábado

17:30 A Barreira | Bariera, Polônia, 1966, p&b, 83’
Formato de exibição: 35mm

19:30 Ato final | Deep End, Reino Unido/Itália/Suiça, 1970, cor, 90’
Formato de exibição: 35mm

11/06 – domingo

16:30 O olho ameaçador | Oko Wykol, Polônia, 1960, p&b,  3’, mudo
Formato de exibição: 35mm
O Pequeno Hamlet | Hamles, Polônia, 1960, p&b, 8’
Formato de exibição: 35mm
Erótica | Erotyk, Polônia, 1960, p&b, 4’, mudo
Formato de exibição: 35mm
Seu dinheiro, sua vida | Pieniadze albo zycie, Polônia, 1961, 35mm, p&b, 5’
Formato de exibição: 35mm

Marcas de Identificação: nenhuma | Rysopsis, Polônia, 1962, p&b, 76’
Formato de exibição: 35mm

18:30 Walkower | Polônia, 1964, p&b, 77’
Formato de exibição: 35mm

12/06 – segunda

19:30 11 Minutes | Polônia/Irlanda, 2015, cor, 81’
Formato de exibição: HD

TEXTO-FIM

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *