Quem está por trás do 15/3: “Não sou colunista do MBL”

Luan Sperandio: "Aparentemente, um texto de minha autoria foi replicado naquele site. Isso não quer dizer que eu esteja organizando os protestos do próximo dia 15 de março"

Luan Sperandio: “Aparentemente, um texto de minha autoria foi replicado naquele site. Isso não quer dizer que eu esteja organizando os protestos do próximo dia 15 de março”

Um dos citados na matéria sobre os bastidores do protesto esclarece: Movimento Brasil Livre apenas replicou seus textos

Por Luan Sperandio Teixeira

Recebi no final da noite de ontem diversas mensagens referentes ao texto “Quem está por trás do protesto no dia 15” (http://outraspalavras.net/brasil/quem-esta-por-tras-do-protesto-no-dia-15/)
 
Ocorre que meu nome e qualificação são citados no seguinte trecho: 
 
“Entre os “colunistas” do MBL estão Luan Sperandio Teixeira, que é acadêmico do curso de Direito Universidade Federal do Espírito Santo e colaborador da rede Estudantes Pela Liberdade (EPL) do Espírito Santo;”
 
Pois bem. Cabe elucidar alguns fatos aqui: eu não sou colunista do Movimento Brasil Livre. O que ocorre é que, aparentemente, um texto de minha autoria foi replicado naquele site.
 
Isso não quer dizer que eu esteja organizando os protestos do próximo dia 15 de março de 2015, apenas que pessoas ligadas a essa manifestação gostaram de um texto que escrevi e que fora publicado originalmente em outro espaço.
 
Dessa forma, em respeito inclusive aos seus leitores, que merecem acesso ao mais límpido conteúdo verossímil, gostaria de requerer que meu nome fosse retirado da mencionada reportagem, ou, caso  preferirem, seja realizada uma retratação a meu respeito.
 
Na certeza de que serei atendido, faço meus votos de estima e fico à disposição para saneamento de eventuais dúvidas.
Abs

TEXTO-FIM

6 ideias sobre “Quem está por trás do 15/3: “Não sou colunista do MBL”

    • Nossa, esta é a maior crítica que pode fazer ao rapaz?? O que estraga nosso país é o nível de críticas desqualificadas e rasas. A pessoa lê, e quer falar algo contra, e só consegue enxergar um uso pouco comum do verbo sanear… Estamos muito mal, de situação e oposição, e o resultado disso é sem sombra de dúvidas o nível rasteiro e pobre de nossa educação geral. O Brasil infelizmente está destinado a passar ainda muita vergonha no quesito educação. Triste!

    • Defende os ideais liberalista,propriedade privada…O que mais??/ As privatizações até da educação e estuda em escola pública??/Como isto é possível???chega a ser DESPUDORADA sua atitude.Afinal você e os movimentos dos quais faz parte e são as vozes que ecoaram nas redes sociais e nas ruas,o que farão depois do Impeachment????As escolas e universidades serão privatizadas….Todo mundo já sabe e sabia….Você se desculpa para empregar uma das técnicas aprendidas nestes INSTITUTOS que você frequentou,financiados pelos Norte americanos .Você sabe exatamente do que estou falando…conservadores e ultraliberais…E AGORA???Conhece a origem da terminologia do ditado “É PARA INGLÊS VÊ”.É assim que recebo suas desculpas…Numa outra hora posso lhe explicar a história que gerou a expressão citada.Como educadora já gastei todo meu repertório nas redes sociais para acordar da cegueira nacional , nossos jovens

  1. bom, ele tem todo direito de estudar em escola pública. realmente não li o artigo dele, e não interessa. o fato é que ele foi correto em solicitar desculpas e informar as pessoas da verdade. uma atitude mais civilizada do que quem anda fazendo vídeos humilhando refugiados humildes em postos de gasolina. parabéns ao rapaz, e boa sorte

  2. ele ganhou um link/ressalva para esta página na CC…

    universidade publica não é exatamente aquilo que defende os ideólogos do livre-mercado mas provável ele não tinha recursos nem empreendedorismo nem garra individual para custear seu ensino universitário numa instituição particular e então continuou sentado na cadeira universitária que já ocupava antes de ter sido tocado pelo dedo-Midas do ideário liberal… ainda que tenha chegado a conclusão de que o melhor estado é o estado zero, ele não estava disposto a ficar sem seu diploma só para viver sua nova crença… afinal, acreditar em papai noel não lhe transformou em filho de papai noel… defender os interesses dos “ricos” não o fez acordar sendo um.

    porque é jovem, não precisa ser considerado um caso perdido… basta ele abrir os olhos e ver a seu redor a imensa desigualdade social promovida por um sistema que não priorizam o social… Vitória é uma cidade feia, neste aspecto, e por mais que se queira olhar para aquilo que fica bem no cartão postal, respirar o ar do esgoto à céu aberto que corre neste fim de mundo devia sensibilizar até os mais reaças.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *