Para filmarmos as cidades acordadas

130626-festivalminuto-melhor

Festival online realiza concurso para produções cinematográficas que contem sobre a manifestação das ruas brasileiras

Por Gabriela Leite

Momentos de crise comumente trazem uma onda de criatividade nas artes e na cultura. É o que espera o Festival do Minuto, que anunciou seu novo concurso: “Passe Livre – cidade livre“. Cineastas amadores e profissionais são convidados a produzir filmes de até um minuto (documentário, ficção, animação — a escolha é livre) sobre as manifestações populares.

O Festival do Minuto existe desde 1991, e é considerado o mais democrático — já que funciona permanentemente e pela internet, dando possibilidade de qualquer um poder participar, sem necessidade de equipamentos profissionais ou de uma produtora.

Leia abaixo o release do concurso:

Menos tarifa. Menos carros nas ruas. Menos balas de borracha. Menos políticos fluídos e desonestos. Menos dinheiro em elefantes brancos. O Festival do Minuto, de olho nas atuais manifestações populares, lançou o concurso “Passe Livre – Cidade Livre”. Pode ser documentário, ficção, animação, ou o que quiser. O melhor video recebe R$ 1.000 e um troféu Minuto.

As inscrições vão até 31 de julho.

Sobre o Festival do Minuto

O Festival do Minuto foi criado no Brasil, em 1991, e propõe a produção de vídeos com até um minuto de duração. É, hoje, o maior festival de vídeos da América Latina e também o mais democrático, já que aceita contribuições de amadores e profissionais indistintamente.

A partir do evento brasileiro, o Festival do Minuto se espalhou para mais de 50 países, cada um com dinâmica e formato próprios. O acervo do Minuto inclui vídeos de inúmeros realizadores que hoje são conhecidos pela produção de longas-metragens, como os diretores Fernando Meirelles (Cidade de Deus, Ensaio Sobre a Cegueira), Beto Brant (O Invasor, Eu Receberia as Piores Notícias dos Seus Lindos Lábios) e Tata Amaral (Antônia, Hoje).

TEXTO-FIM

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *